top of page

Tire o visto americano para assistir à Copa América nos EUA



Visto Americano para a Copa América 2024


Com pontapé inicial previsto para o dia 20 de junho na cidade de Atlanta, nos EUA, a Copa América de 2024 promete ao torcedor brasileiro um gostinho do que a Seleção poderá apresentar na Copa do Mundo de 2026, realizada no mesmo país.


E para quem quiser acompanhar o time do técnico Dorival Júnior na terra do Tio Sam, uma boa notícia: ainda dá tempo para tirar o visto americano de turismo e comprar a passagem rumo à Copa América.


Em 2024, o tempo médio de emissão do visto americano em 2024 tem variado em torno de 30 a 70 dias – mais do que o suficiente para o torcedor brasileiro assistir in loco à competição continental que começa em junho.


“É um avanço e tanto em relação à fila que tínhamos no ano passado, quando os viajantes tinham de esperar 600 dias para conseguir um agendamento. Graças aos esforços da Embaixada, que contratou funcionários e ampliou a capacidade de atendimento, é possível agora obter o visto em questão de semanas”, explica Rodrigo Costa, CEO do Viva América.


Como tirar o visto americano em 2024


Para quem nunca teve um visto americano de turismo (conhecido como B1/B2) ou tem um que venceu há mais de 48 meses, o primeiro passo é preencher o formulário DS-160 no site do Departamento de Estado dos EUA.


Todo o preenchimento deve ser feito em inglês, com exceção de quando o formulário solicita que você escreve seu nome em sua língua nativa, no caso, o português.


O executivo observa que o formulário DS-160 é extenso e demora cerca de uma hora para ser completado. Para quem nunca preencheu, pode ser cansativo.


Em seguida, o viajante deve ir ao site de agendamento e pagar a taxa de US$ 185 (cerca de R$ 925) para a emissão do visto. Uma vez que o sistema reconheça o pagamento, será preciso agendar a coleta de biometria em um Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto (CASV) e a entrevista consular.


É importante notar que o agendamento no CASV precisa ser marcado para uma data ou horário anterior ao da entrevista consular. No entanto, o site vai apresentar os dois agendamentos em ordem inversa.


Atualmente, os consulados de São Paulo e do Rio são os que têm apresentado maior tempo de espera para a marcação do agendamento, mas é possível conseguir datas para 30 ou 50 dias à frente. Nos demais postos diplomáticos – os consulados de Recife e Porto Alegre e a Embaixada de Brasília – é possível ter datas disponível entre 10 e 20 dias.





A temida entrevista consular


A entrevista consular é uma etapa obrigatória para todos os viajantes que solicitam o visto de turismo pela primeira vez, com exceção daqueles menores de 14 anos e maiores de 79. Em geral, as entrevistas duram de 1 a 5 minutos, ou seja, é algo bastante rápido. Na grande maioria dos casos, o oficial consular não pede nenhum documento comprobatório – o que não significa que o solicitante não deva levá-los no dia.


“O oficial quer saber se o viajante tem condições de arcar com os custos da viagem pelo período informado no formulário DS-160 e se ele tem vínculos fortes com o Brasil e, portanto, não apresentará risco de ficar nos EUA ilegalmente”, comenta o CEO do Viva América.


A entrevista acontece em guichês, como os de bancos, um do lado do outro. Portanto, você vai conversar com o oficial na frente de todo mundo e, antes de chegar a sua vez, vai ouvir as entrevistas de outras pessoas e vê-las sendo aprovadas ou negadas.


Costa aconselha as pessoas a serem educadas com o oficial consular, responderem as perguntas de maneira clara, não dar informações divergentes com o que foi preenchido no DS-160 e, caso seja solicitado, apresentar os documentos de maneira organizada e prática.


A vestimenta também é importante, sendo aconselhável evitar chinelos, regatas e bermudas, salvo no caso de crianças, já que a entrevista é o momento ideal para causar boa impressão no entrevistador.


Caso o visto seja aprovado, o passaporte fica retido na seção consular. Em aproximadamente dez dias úteis, o solicitante poderá retirá-lo presencialmente ou, caso tenha contratado o serviço de entrega premium no site de agendamento, receber o documento diretamente em casa.


“Embora o preenchimento do formulário seja demorado e o viajante precise pegar filas nos dias de agendamento, é um processo relativamente simples. O Brasil tem uma taxa de aprovação de 85%, há uma boa vontade muito grande dos oficiais em conceder o visto para os brasileiros e garantir que eles conheçam as belezas turísticas dos EUA. Eles são não podem garantir o hexa”, brinca Costa.


Quer Viver na América?

 

Os EUA estão cheios de oportunidades para estrangeiros que querem fazer suas vidas no país. E a boa notícia é que o Viva América facilita e te ajuda durante todo o processo. Conheça os nossos produtos e serviços e saiba como viver em um dos melhores lugares do mundo em qualidade de vida, trabalho e segurança.

 

182 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page